História do Herói:

Valandra

Títulos: “A Guardiã dos Mares”, “Marinheira da Paz”,“Deusa Azul” 
Origem: Calimshan
Lema: Para encontrar a paz interior, domine o mar agitado do seu coração
High level hero

História: 

Valandra é uma Genasi da água, nascida em Calimshan. Possui pai e mãe, mas não sabe nada deles, pois um genasi não tem uma família, costumam vagar pelo mundo solitários. Seu principal objetivo é trazer paz ao mundo e ajudar os necessitados, então se tornou clériga, devota da Deusa da paz e dos mares: Eldath. Porém, não conseguia ficar longe do mar ou de qualquer gota de água trazida pela natureza, sendo assim, tornou-se uma marinheira, vagando por várias partes do mundo para comprir seu objetivo. 

Em uma das suas aventuras marítimas, como todos marinheiros, são ouvidos lendas e mitos do mar. Um deles é da existência de um barco poderoso, capaz de navegar entre planos, porém a tripulação é fantasmagórica! Almas que nunca tiveram descanso absoluto. Por todos os lugares aonde ia, novos marinheiros recrutados ou então moradores de ilhas onde o seu barco ancorava, falavam do mesmo barco poderoso, só que com histórias distintas. Mas no final todas diziam a mesma coisa: só um escolhido pode encontrá-lo e até agora, ninguém nunca o encontrou. 

Valandra sentia algo em seu coração dizendo a ela que esse barco a ajudaria em sua jornada. Que a chave para a paz do mundo, poderia estar com ele. Ela começou a traçar rotas e estratégias baseadas em todas as lendas que já ouvira sobre o barco. navegou muito e perdeu muitos da sua tripulação durante sua jornada, pois não acreditavam na sua crença sobre o barco. E então, depois de esgotar a si mesma e todos os suprimentos, desistiu. 

Porém, uma oportunidade surgiu. Valandra foi convocada pelos genasis da água para servir a favor da paz pelo mundo. Ela renovou sua fé com Eldath e partiu para comprir seu objetivo. Mas.. descobriu que tudo o que estava fazendo era para que os Príncipes Elementais poderem dominar o mundo, destruindo toda a humanidade para trazer uma nova Era. Valandra percebeu seu erro imediatamente, e foi capaz de fazer a escolha certa bem a tempo. Lutou a favor de aventureiros que tentaram impedir esse massacre e se rebelou contra os elementais e genasis que cultivavam dessa crença. 

Valandra foi muito enfraquecida e durante a luta, foi gravemente ferida se sacrificando para salvar os aventureiros. Porém, assim como ela tinha uma fé grandiosa por Eldath, Eldath também tinha por ela e a salvou. Valandra acordou em um lugar que nunca havia visto antes, um submundo chamado Underdark.

Ela foi capturada por elfos negros e feita escrava juntamente com uma humana de olhos orientais, um homem com um olho cego e uma gata druida. Eles conseguiram escapar da brutalidade dos elfos negros, porém não conseguiram impedir um ritual feito para libertar Demogorgon no mundo. Nesse momento, Valandra deu-se conta de que o mundo jamais teria paz, não totalmente. Mas acreditava que podia fazer algo. Sua crença se renovou e decidiu que estava na hora de lutar mais uma vez pelo que acreditava ser o certo a fazer. 

O grupo acabou ficando mais e mais unido, tornando-se uma família. Algo que ela nunca teve e então jurou protegê-los. 

Passaram por muitos altos e baixos na tentativa de impedir a maldade de Demogorgon que estava se espalhando pelo mundo. Salvaram muitas pessoas, perderam muitas pessoas, mas evitaram muitos colapsos. Valandra deu tudo de si e perante Eldath ela estava pronta, pois um dia.. a Deusa em pessoa apareceu. Foi a visão mais linda que Valandra já teve. Eldath revelou o destino de Valandra, e assim ela entendeu qual era seu verdadeiro objetivo. Foi então a busca daquilo que mais desejou: o barco. 

Ela conseguiu enfim encaixar as peças que faltavam para encontrar o barco e o encontrou. Ao norte de um lugar desconhecido. Mas antes de poder obtê-lo, teve que provar à tripulação que merecia ser a Capitã daquele barco. E assim o fez. Valandra então, passou a controlar o “Justiceiro dos Mares Celestiais”.

O grupo seguiu então em direção a Demogorgon. Mas o poder dessa criatura é absurdo. O Príncipe louco tinha recuperado sua força total. O grupo quase não conseguiu destruí-lo. Mas Valandra fez um sacrifício mais uma vez para salvar a todos. Decidiu implorar a sua deusa pra que trouxesse de volta uma companheira que caiu durante a batalha entre troca da sua própria vida, pois não conseguiriam derrotar Demogorgon sem ela. Após uma guerra entre anjos, demônios, humanos, elfos e anões, Demogorgon é vencido. 

Valandra foi parar em uma praia, onde teve a visão de sua Deusa novamente. Mas antes que pudesse falar algo, Eldath diz a ela que essa não é sua hora ainda, que ainda há muito o que fazer para espalhar a paz pelo mundo, mas ela não poderia enviá-la para o mundo como humana, pois seu corpo fora destruído. Eldath então, a torna semideusa, para que seu corpo possa retornar junto com sua alma e seus poderes. 

Após esses acontecimentos, Valandra retorna para o seu barco e decide viajar entre os mundos para comprir seu objetivo. Nunca mais foi vista na terra pelos seus amados amigos, porém, todos sentem sua presença. Valandra se tornou a Deusa boa dos Mares, competindo contra Umberlee. Histórias são contadas sobre ela e muitos marinheiros, clérigos, paladinos agora são devotos de sua religião. E por onde quer que vá, sua presença é sentida a forma um cheiro bom de maresia acalmando suas emoções e trazendo paz em seus corações. 
 

Publicado pela Guilda dos 7 dados / 29/10/2018

Redatora: Maithe Rosa (Shady)

© 2018 por Guilda dos 7 dados, orgulhosamente criado para os players.